A família como base para a aprendizagem e desenvolvimento das crianças com TEA

http://www.somarrecife.com.br/site/wp-content/uploads/Clinica-Somar-A-família-como-base-para-a-aprendizagem-e-desenvolvimento-na-formação-das-crianças.jpgA família como base para a aprendizagem e desenvolvimento das crianças com TEA
Para iniciar o mês de outubro resolvemos homenagear as famílias e destacar o quanto sua participação é fundamental para oferecer a base para a aprendizagem e desenvolvimento na formação das crianças.

Buscando no dicionário o significado de família encontramos diversas definições e modelos, desde os mais tradicionais até os mais modernos. Para nós, não existe o modelo ideal e sim, aquela família que consegue desempenhar bem o seu papel que é o de promover a educação dos filhos e influenciar o comportamento dos mesmos no meio social. É no seio familiar que são transmitidos os valores morais e sociais que servirão de base para o processo de socialização da criança, bem como as tradições e os costumes perpetuados através de gerações.

O ambiente familiar é um local onde deve existir harmonia, afetos, proteção e todo o tipo de apoio necessário na resolução de conflitos ou problemas de algum dos membros. As relações de confiança, segurança, conforto e bem-estar proporcionam a unidade familiar.
Receber o diagnóstico de um filho com TEA nunca é fácil e ali no meio de um turbilhão de sentimentos e questionamentos existe uma família, que muitas vezes após o diagnóstico de seu filho muda toda a sua estrutura.

Seguem algumas considerações importantes para serem seguidas pelos familiares no ambiente de casa:

  • Controle suas emoções, a criança precisa entender seus limites, mas também precisa de um ambiente tranquilo sem agressões ou insultos. Assim a aprendizagem se torna mais prazerosa;
  • Nos momentos em que você precisar dar limites para a criança, evite só falar o “não”, tente indicar uma alternativa aceitável;
  • Sempre que der uma ordem utilize uma voz segura, sem levantar o tom, fale até três vezes e no máximo na terceira ordem ele deverá cumprir, mesmo que seja com sua ajuda;
  • Monte uma rotina para o seu filho com horários pré-estabelecidos, inclua na rotina todas as suas atividades e obrigações do dia;
  • Sempre inclua também atividade que são prazerosas para ele, procure inserir estas após um momento que é mais difícil para o seu filho;
  • Antes de montar a rotina da criança organize a rotina da sua casa;
  • Os deveres de cada membro da família devem ser cumpridos. A criança também deve cumprir seus deveres.
  • A família deve ser o principal modelo para seu filho;
  • Inclua na sua rotina diária momentos prazerosos junto a seu filho, brinque e se divirta com ele. Fundamentalmente se trata de aproveitar melhor os momentos de interação natural e espontânea, compensando com respostas mais acertadas as limitações da criança.

A Somar procura realizar em seus primeiros atendimentos à família, uma consulta sem tempo pré determinado, onde o profissional que atende tem toda a disponibilidade de tirar dúvidas e desmistificar mitos acerca do autismo. Para os familiares que já estão engajados nos nossos atendimentos, são realizadas palestras e reuniões individuais para se discutir a cerca de melhorias no desenvolvimento das crianças. Sempre consideramos essa parceria entre a Somar e a família importante nos nossos resultados de terapia.

Alessandra Sales (Fonoaudióloga da Somar)
Luana Passos (Psicóloga/ Neuropsicológica da Somar)
Roberta Monteiro (Psicóloga da Somar)

Autor

Equipe Somar

Sem comentários.

Junte-se à conversa