O uso de economia de fichas para crianças e adolescentes com TEA

O uso de economia de fichas para crianças e  adolescentes com TEA

Já pensou em uma estratégia que você pudesse utilizar para minimizar comportamentos inapropriados de seu filho (a), ou instalar e ainda potencializar os comportamentos adequados tão desejados? Boas notícias… essa estratégia facilitadora do comportamento EXISTE e tem por nome “Economia de Fichas”.

A Economia de Fichas é uma das estratégias utilizadas pela Análise Aplicada do Comportamento, que tem por objetivo reduzir comportamentos inadequados e ensinar novas habilidades. Trata-se de uma programação de recompensas para comportamentos “alvos” que irão motivar o indivíduo a responder de forma adequada. A esta estruturação damos o nome de contingência de reforçamento, ou seja, toda vez que o indivíduo na presença de determinado estímulo emitir o comportamento “alvo”, ele recebe uma recompensa.

Essas recompensas são fichas, que podem ser representadas por pontos, carinhas de personagens preferidos, moedas e dinheiros simbólicos, ou qualquer outro objeto que represente “ganho”, que ao juntar certa quantidade determinada pelo aplicador, poderá ser trocado posteriormente pelo “prêmio”, este pode ser uma guloseima, atividade, passeio, entre outros, reforçando o participante a continuar emitindo respostas positivas. Você consegue visualizar essa estratégia utilizada no dia a dia na sociedade em que vive? Trabalhamos vários dias para ao final do mês receber nosso salário e foi com base no sistema monetário que a Economia de Fichas surgiu.

Utilizando a Economia de Fichas, o aplicador consegue executar diversas atividades sem deixar o participante perder a motivação, pois as fichas exercem poder de reforço temporário suficiente para manter o participante engajado na atividade proposta, até que este atinja a quantidade de fichas necessárias para trocar pelo reforçador específico. Dessa forma, é possível trabalhar a tolerância do indivíduo, espaçando aos poucos o tempo para receber o reforço específico através do quantitativo de fichas.

O uso de Economia de Fichas proporciona uma intervenção customizada para cada participante ou grupo de indivíduos, pois as fichas devem ser padronizadas de acordo com a preferência, contexto e compreensão dos envolvidos. Além disso, as regras devem ser bem definidas, objetivas e de fácil compreensão, facilitando assim a adesão dos participantes.

Gostou da ideia? Informe-se mais sobre o tema e utilize essa estratégia sempre que precisar!

Por: Wigna Rayssa (Fonoaudióloga SOMAR)

Autor

Equipe Somar

Sem comentários.

Junte-se à conversa